6

FACULDADE SÃO PAULO - UNIDADE REMOTA DE ROLIM DE MOURA-RO

LUCAS SOUZA SANTOS

CÉLULAS

DE REVESTIMENTO DA PARTE INTERNA DA BOCA

ROLIM DE MOURA-RO

2016

LUCAS SOUZA SANTOS

CÉLULAS

DE REVESTIMENTO DA PARTE INTERNA DA BOCA

Relatório Técnico Científico apresentado à faculdade são Paulo - FSP. Unidade Rolim de Moura-Ro, como requisito parcial para obtenção de nota na disciplina de Biologia Celular do curso de Educação física - Licenciatura.

Prof. (a) orientador (a): Luzia da silva Lourenço

ROLIM DE MOURA-RO

Março – 2016

Sumário

Resumo.......................................................................................................................3

1.Indrodução ..............................................................................................................3

2.Objetivo 3

3. Material e Métodos 4

3.1.Esfregaço 4

3.1.2.Procedimento do esfregaço 4

4.Resultados 4

5.Conclusão 5

6.Referência 5

CÉLULAS DE REVESTIMENTO DA PARTE INTERNA DA BOCA

(Lucas Souza Santos)1

(Luzia da Silva Lourenço)2

Resumo

O assunto de foco que será tratado neste relatório tem como objetivo descrever as estruturas das células que revestem a parte interna da boca. Para observar as células em microscópio óptico foi utilizada a técnica de esfregaço, após fazer uma raspagem da parte interna da bochecha. E foi possível observar que as células da boca são eucarióticas e possuem a seguinte estrutura: membrana plasmática, citoplasma e núcleo.

1.Introdução

Células é uma pequena unidade na maioria das vezes não visível ao olho nu, são envolvidas por membranas e precheencidas com uma solução gelatinosa que contém organelas mergulhadas (Brites, 2016).

Existem dois tipos de células a procariontes que são desprovidas de mitocôndrias, plastídeos, complexo de Golgi, retículo endoplasmático e sobretudo cariomembrana o que faz com que o DNA fique disperso no citoplasma e a eucariontes que possuem membrana nuclear, membrana plasmática, complexo de golgi, mitocôndria, peroxismo, lisossomo, vesícula secretora, reticulo endoplasmático rugoso, é altamente provável que estas células tenham surgido por um processo de aperfeiçoamento contínuo das células procariontes (Brites, 2016).

2.Objetivo

O objetivo da experiência foi visualizar as células de revestimento da boca com uso de microscópio, uma vez que as células unidades muito pequenas não visíveis a olho nu.

3.Material e Métodos

3.1Esfregaço

O Esfregaço é uma técnica que consiste em “esfregar” material coletado no corpo humano em uma lâmina. Para fazer o procedimento de esfregaço das células da boca foram utilizados os seguintes utensílios:

  • Microscópio óptico.

  • Lâmina.

  • Swab (espátula).

  • Papel toalha.

  • Conta gotas.

  • Corante azul de metileno

  • Amostra da mucosa bucal.

3.1.2 Procedimentos do esfregaço

  • Rapar levemente a parte interna da bochecha com o Swab (espátula).

  • Espalha sobre a lâmina o material raspado da bochecha.

  • Colocar a lâmina sobre a bancada e com o conta gotas pingar o corante azul de metileno sobre a região onde foi espalhado o material raspado, aguarda 2 minutos.

  • Jogar agua com fragilidade sobre a lâmina até retirar todo o excesso do azul de metileno.

  • Secar a parte inferior da lâmina com o papel toalha com cuidado pra não remover o material raspado e esperar secar a parte de superior.

  • Observa ao microscópio o material, usando a objetiva de 10x e em seguida a de 40x giras vagarosamente o microscópio para obter o melhor foco. Fazer um desenho das células.

4. Resultado

Depois executar os procedimentos descritos acima conseguirmos ver as células da mucosa bucal como uma certa perfeição podendo até classifica-las de algumas forma, porém consegue-se observar com nitidez a célula da mucosa bucal com aumento de 40X (Anexo). O corante azul de metileno mostrou-se de grande ajuda para destacar as membranas e o núcleo.

5.CONCLUSÃO

A partir da aula pratica realizada, conclui-se que o é preciso de técnica para manusear os utensílios e para que o esfregaço seja satisfatório, pode-se afirma que o manuseio de microscópio é importante para o aprendizado do aluno.

Onde se tem facilidade de observar as células e suas estruturas (membrana plasmática, citoplasma e núcleo), Aprimorar os conhecimentos sobre a célula bucal.

6.REFERÊNCIAS

  1. BRITES, FABIANO, PEDRAS NAS GRANDULAS SALIVARES, ABC DA SAUDE, Disponivel em: https://www.abcdasaude.com.br/odontologia/pedras-nas-glandulas-salivares

pesquisado no dia 13/03/2016

  1. _____,_____, Observação de células da mucosa bucal no microscópio, VIDRAÇARIA DE LABORATORIO, Disponivel em:

http://www.vidrariadelaboratorio.com.br/observacao-de-celulas-da-mucosa-bucal-microscopio/

pesquisado no dia 13/03/2016

1 Estudante do curso de Educação física – Licenciatura pela FSP. Faculdade são Paulo

2 Docente FSP-Unidade de Rolim de Moura-Ro, Doutora

Comentários