RDC Nº 50-2002

RDC Nº 50-2002

(Parte 6 de 6)

4.1 Patologia Clínica

4.1.1; 4.1.2 Box de coleta de material 1 para cada 15 coletas / hora. 1,5 m² por box. Um dos boxes deve ser destinado à maca e com dimensão para tal

4.1.1; 4.1.2 Sala para coleta de material Caso haja só um ambiente de coleta, este tem de ser do tipo sala 3,6 m² HF

4.1.2 Área para classificação e distribuição de amostras 3,0 m² HF

4.1.4 Sala de preparo de reagentes 3,0 m² HF;CD;E

4.1.6 Sala para lavagem e secagem de vidrarias 1. Exclusiva para laboratórios de apoio a atividades hemoterápicas 3,0 m² HF

4.1.3 a 4.1.7 4.9.8; 4.9.9

Laboratório de hematologia 1. A depender do tipo de atividades exercidas pelo EAS, o laboratório 14,0 m² para um laboratório "geral". 6,0 m² para um laboratório. específico (ex.: hematologia)

4.1.3 a 4.1.7 Laboratório de parasitologia - Área de preparo pode subdividir-se em vários outros. Quando existir UTI, UTQ ou emergência no estabelecimento ,

4.1.3 a 4.1.7 Laboratório de urinálise tem de haver um laboratório dando

4.1.3 a 4.1.7

4.9.8; 4.9.9 Laboratório de imunologia ² suporte a estas unidades por 24 horas. A câmara de imunofluores -

4.1.3 a 4.1.7 Laboratório de bacteriologia ou microbiologia cência é optativa ADE
Laboratório de micologia

Laboratório de virologia - Antecâmara de paramentação

Laboratório de bioquímica -Área para eletroforese

4.1.3 a 4.1.7 Laboratório de biologia molecular ²

4.9.8; 4.9.9 - Sala de preparo de soluções ³ 9,0 m²

- Sala de extração de ácidos nucléicos ³ 8,5 m²

- Antecâmara de paramentação exclusiva para acesso à sala de PCR 2,8 m² HF

- Área de preparo de géis 6,0 m² HF;FG;CD;E; ED;ADE

4.1.4 - Sala de revelação de géis “In loco” no laboratório ou não 4,0 m² ED;ADE

4.3.4; 4.1.3a 4.1.7. Laboratório de suporte à UTI e UTQ¹ 8,0 m² HF;FG;CD;E; ED; E;ADE

4.3.4; 4.1.3 a 4.1.7 Laboratório de emergência 16,0 m²

AMBIENTES DE APOIO: -Área para registro de pacientes -Depósito de material de limpeza

Obs.: Os laboratórios podem estar localizados em um único salão, separados por áreas e bancadas específicas. A depender do nível de biossegurança (vide item B.7 do capítulo Condições ambientais de controle de infecção) exigido pelos procedimentos realizados em cada um dos laboratórios, pode ou não ser necessária a existência de sala exclusiva, inclusive com antecâmara.

¹ A atividade de suporte laboratorial é obrigatória nas UTI e UTQ. Entretanto para o exercício dessa atividade podem existir ou não laboratórios específicos nas unidades caso contrário esta atividade pode ser feita pelo laboratório “central”.

² vide Portaria MS/GAB nº 1312 de 30/1/2000 sobre normas de cadastramento dos laboratórios de histocompatibilidade no âmbito do SUS e norma da ANVISA sobre sangue e hemocomponentes. ³ As Salas de preparo de soluções e de extração de ácidos nucléicos pode se constituir em uma única sala, com duas áreas distintas.

(Parte 6 de 6)

Comentários