como evitar uma conta R$300.000

como evitar uma conta R$300.000

Caso de vibração

Como evitar uma conta de R$30.0,0 Vibração excessiva no Gerador

Engº Alcimar Nunes de Paula

As indústrias sucroalcooleiras utiliza fontes alternativas de energia, visando a atender suas necessidades de produção. As mesma utilizam o bagaço da cana como combustível que e uma alternativa para desenvolver a sustentável fonte de energia para a produção a cogeração ocorrer à geração simultânea de energia térmica e mecânica, utilizando a mesma forma de energia que é um subproduto do processo de fabricação de garapa nas moendas que é o bagaço da cana. A transformação da energia do bagaço em energia térmica nas caldeiras.

O processo basicamente consiste em utilizar o vapor da energia térmica proveniente da caldeira a energia térmica aciona as turbinas de alta eficiência e transforma a mesma em energia mecânica, essas termomaquinas são responsáveis em acionar os geradores que transforma a energia mecânica em energia elétrica e a essa energia e responsável para gera a demada de toda usina.

Após uma manutenção do gerador ( figura 1) na entre safra, o mesmo foi montado e apresentou uma vibração acima do normal e solicitou uma avaliações da vibração, os espectro apresentaram característica na axial de desalinhamento e na radial desbalanceamento acompanhado por folga.

Figura 1 – Foto do gerador 3 Mwatt

Figura 2 – Apresenta espectro de vibração na axial do gerador com característica de desalinhamento Figura 3 – Espectro de vibração na radial do gerador com característica de desbalanceamento e folga

Vibrações anormais detectadas

Figura 2 ilustra a vibração anormal do gerador 1800 RPM ( 30 Hz ), as característica dessa vibração era de desalinhamento.

Figura 3 ilustra a vibração anormal com característica de um desbalanceamento severo acompanhado por folga.

Neste momento, a equipe de manutenção da usina ficou preocupado e solicitou ação que poderia levar a diminuição dos níveis de vibração a primeira ação foi efetuar o alinhamento em com relógio comparador e uma conferencia com alinhador óptico, houve uma pequena queda dos níveis( figura 4 ) mais o problema persistia.

Figura 4 : Tendência na posição axial

Foi acompanhado durante um mês os níveis de vibração devido ao forte desbalanceamento seria mais fácil retirar o gerador e balancear fora do local ratificando que o mesmo estava em período com cobertura de garantia.

Contudo uma retirada desse órgão de maquina impactava em um custo adicional que era a compra de energia pela concessionária elétrica e esse custo seria muito alto.

A decisão foi balancear o gerador em campo, esse tipo de balanceamento seria com muito cuidado devido a grande quantidade de massa que seria necessário nesse caso, após uma massa de correção de 1600 grama os níveis de vibração caíram de 12 m/s para 1,6 m/s.

( conforme figura 5 ). Figura 5: Tendência de vibração após as intervenção

Com essa correção difícil do desbalanceamento efetuada em campo com alto níveis de vibração a usina teve a economia de R$30.0,0 somente na compra de energia da concessionária, caso o gerador estivesse sido retirado para efetuar a correção na oficina.

Comentários