sus sp 2010

sus sp 2010

(Parte 4 de 11)

(C) placenta prévia, polidrâmnio, gemelaridade, tabagismo.

(D) tabagismo, hipotireoidismo, infecção do trato urinário, sobrepeso.

(E) amniorrexe prematura, gemelaridade, oligohidrâm-

24. Considere as seguintes afirmações sobre placenta prévia:

I. Apresenta sintomas sobretudo no segundo período do parto.

I. Ocorre junto com descolamento prematuro de placenta em parte dos casos.

I. Está relacionada à ocorrência de placenta acreta, mas não de percreta.

IV. Tem como fatores de risco cicatriz uterina, sinéquias e endometrite.

Está correto o que se afirma em

(A) I, I, II, apenas. (B) I, I, II e IV. (C) IV, apenas. (D) I e I, apenas. (E) I e IV, apenas.

25. Paciente gesta 2, para 1 (cesárea), portadora de prótese metálica mitral normofuncionante, procura pronto-socorro de obstetrícia relatando ter sido estuprada e solicita interrupção da gestação. O médico deve

(A) encaminhar pedido de interrupção da gravidez ao juiz.

(B) encaminhar a paciente para avaliação psicológica e agendar retorno em 4 semanas.

(C) solicitar a apresentação de boletim de ocorrência.

(D) esclarecer que só faria a interrupção se a cardiopatia fosse grave.

26. Paciente de 36 anos, gesta 3, para 2 (partos vaginais), de

31 semanas, apresentou glicemia de jejum = 120 mg/dL na primeira consulta com 10 semanas de gestação. O exame físico em consulta atual apresenta-se sem alterações, porém com altura uterina de 36 cm. Neste caso, faz-se o diagnóstico de diabetes gestacional

(A) solicitando Hb glicada.

(B) iniciando dieta para diabético e glicemia capilar nos períodos pós-prandiais por 3 dias.

(C) realizando glicemia capilar em jejum e nos períodos pós-prandiais por 3 dias.

(D) confirmando sobrepeso fetal e/ou polidrâmnio.

27. Primigesta de 2 anos, 38 semanas de gestação, sem doenças, foi internada por queixa de dor em baixo ventre e encaminhada ao centro obstétrico de imediato. A evolução de seu trabalho de parto encontra-se registrada abaixo.

Partograma

D ila t a ç ã o (c

De Lee

- AM - 3

+ 2 + 1

+ 3 + 4 Vulva

Hodge

Dia de Início Hora Real

Hora de

C o nt r a ç õ es

Bolsa Bl

Nome RG

(A) A infusão de ocitocina na velocidade entre 2 e 30 mUI por minuto corrige a distocia apresentada.

(B) A velocidade de dilatação na fase ativa do trabalho de parto registrado é menor que 0,5 cm por hora.

(C) Na hora 5 do registro há indicação de parto cesárea por distocia funcional.

(D) As contrações estão adequadas nas horas 1, 5, 6, 7 e 8 do registro.

(E) A amniotomia deve ser precoce nestes casos.

Caderno de Prova ’203’, Tipo 004

6 SUS-RM-Conhecimentos Médicos

28. São fatores de risco para o carcinoma escamoso do colo uterino:

(A) multiparidade; menarca precoce; menopausa tardia.

(B) antecedente de aborto provocado; uso de pílula anticoncepcional do tipo combinada; obesidade.

(C) multiplicidade de parceiros sexuais; antecedente familiar de câncer de colo uterino; tabagismo.

(D) uso de pílula anticoncepcional do tipo combinada; início precoce da vida sexual; antecedente familiar de câncer de colo uterino.

(E) antecedente de doença sexualmente transmissível;

29. Primigesta procura pronto-socorro com queixa de atraso menstrual há 1 semana e dor pélvica acompanhada de sangramento vaginal em pequena quantidade há 1 dia. Ao exame físico: dor à palpação em FIE com DB+, pressão arterial = 80 × 50 mmHg, pulso = 104 bpm, beta-hCG quantitativo = 2.600 mUI/mL, ultrassonografia transvagi- nal = útero vazio, grande quantidade de líquido livre em cavidade pélvica.

Conduta adequada:

(A) metotrexato. (B) internação para observação clínica. (C) laparotomia. (D) repetir exames em 48 horas.

(Parte 4 de 11)

Comentários