Tabela de musculos

Tabela de musculos

(Parte 1 de 4)

Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001

INS. - Inserção do músculoT.M. - tipo do músculo

LOC. - Localização do músculo OR. - Origem do músculo ART. - articulação relacionada AÇÃO - ação determinada pelo músculo INERV. - inervação

1 ESPLÊNIO DA CABEÇA ESPLÊNIO DA CABEÇA (2a camada)

LOC.LOC. Profundamente ao esterno-cleido-mastoideo, recoberto pelo trapézio OR.OR. Metade inferior do lig. nuca e proc. Espinhosos cervicais inferiores e torácicas T1 a T6 INS.INS. Face lateral do processo mastóide e no terço lateral da linha nucal superior T.M.T.M. Fibras perpendiculares ao trapézio ART.ART. Pescoço AÇÃOAÇÃO Fletem lateralmente e rodam a cabeça e pescoço para o mesmo lado INERV.INERV. Ramos dorsais dos n. cervicais inferiores

2 ESTERNOCLEIDOMASTESTERNOCLEIDOMASTOIDEOOIDEO

LOC.LOC. Principal ponto de referência do pescoço, divide a face lateral do pescoço em trígonos anterior e posterior OR.OR. face anterior do manúbrio do esterno, face superior do terço medial da clavícula INS.INS. Processo mastóideo e linha nucal superior T.M..M. 2 cabeças ART.ART. pescoço

AÇÃOAÇÃO Podem estender a cabeça se for estendida primeiro pelos pós vertebrais; flexão da cabeça, unilateralmente: flexão lateral da cabeça, a face é rodada para o lado oposto.

INERV.INERV. n. acessório (XI par craniano)

3 ESCALENO ESCALENO ANTERIOR E MÉDIOANTERIOR E MÉDIO

LOC.LOC. Anterior: recoberto esternocleido, n. frênico passa por cima do anterior

OR.OR. Anterior: Proc transversos de C3 a C6 Médio: Proc transversos de C1 a C5

INS.INS. Face superior da 1a costela T.M.T.M. Oblíquos ART.ART. Pescoço AÇÃOAÇÃO Flexão anterior e lateral cervical, endireitam a cabeça do lado que estão, eleva a 1a costela INERV.INERV. Ramos ventrais dos n. espinhais cervicais

4 TRAPÉZIO TRAPÉZIO (1a camada)

LOC.LOC. r. superior e posterior do tórax, recobre o levantador da escápula OR.OR. Protuberância occipital externa, linha nucal superior, ligamento da nuca, procs. espinhosos C7 – T12 INS.INS. Espinha da escápula e acrômio, terço lateral clavícula T.M.T.M. laminar triangular, largo, superficial, plano ART.ART. Escápulo-umeral

AÇÃOAÇÃO Eleva, retrai e roda a escápula, as fibras sup. elevam, as médias retraem e inferiores abaixam; fibras sup. e inf. fazem rotação superior da escápula

INERV.INERV. Raiz espinhal do n. acessório (XI par craniano) e n. cervicais – ramos ventrais (C3 – C4)

5 GRANDE DORSAL GRANDE DORSAL (1a camada)

LOC.LOC. Metade inferior do dorso OR.OR. Procs. espinhosos das 6 últimas vértebras torácicas, fáscia toraco-lombar, crista ilíaca, 3 - 4 últimas costelas INS.INS. sulco intratubercular do úmero T.M.T.M. Em forma de leque, largo e grande, fibras ascendentes de medial para lateral ART.ART. Coluna vertebral e escápulo-umeral AÇÃOAÇÃO Estende e aduz úmero, roda-o medialmente (traciona o braço e ombro; abaixa o ombro) INERV.INERV. n. toracodorsal (ramo ventral, C6, C7 e C8)

Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001

6 ROMBÓIDE MENOR E MAIROMBÓIDE MENOR E MAIOR OR (2a camada)

LOC.LOC. Recoberto pelo trapézio (entre escápula e col. vertebral), r. superior

OR.OR. Menor: lig. nuca a procs. espinhosos das C7-T1 Maior: proc. espinhosos das T2 a T5, ligamentos supraespinhais

INS.INS. Borda medial da escápula a partir do nível da espinha até o ângulo inferior T.M..M. largo, quadrangular, paralelogramo oblíquo, fibras paralelas ART.ART. Escápulo-umeral AÇÃOAÇÃO Retrai a escápula, e roda para abaixar a cavidade glenóide, fixa a escápula à parede torácica. INERV.INERV. n. dorsal da escápula (ramo ventral de C4 e C5)

7 LEVANTALEVANTADOR DA ESCÁPULA DOR DA ESCÁPULA (2a camada)

T.M.T.M

LOC.LOC. Profundamente ao trapézio e ao esterno-cleido-mastoideo, acima rombóide menor OR.OR. Tubérculo posterior dos procs. transversos das vértebras C1-C4 INS.INS. Parte superior da borda medial da escápula ART.ART. Escápulo-umeral AÇÃOAÇÃO Eleva a escápula e roda sua cavidade glenóide para baixo através da rotação da escápula INERV.INERV. n. dorsal escápula (C5) e ramo ventral de (C3 e C4) n. cervicais

8 SERRÁTIL POSTERIOR SSERRÁTIL POSTERIOR SUPERIOR E INFERIOR UPERIOR E INFERIOR (2a camada)

LOC.LOC. superior: junção do pescoço com dorso, abaixo rombóide maior inferior: na junção das regiões torácica e lombar, abaixo grande dorsal

OR.OR. Superior: parte inferior do lig. Nuca, procs. espinhosos das vértebras C7 a T3 Inferior: procs. espinhosos T11 a L2

INS.INS. Superior: borda superior das costelas, junto ao ângulo (2a à 5a) Inferior: bordas inferiores das costelas (4 últimas)

T.M.T.M. m. inspiratórios planos. Projetam-se das vértebras para costelas, ART.ART. Escápulo-umeral

AÇÃOAÇÃO Superior: eleva 4 costelas superiores, aumentando o diâmetro do tórax, elevando esterno Inferior: abaixa costelas inferiores, evitando que sejam puxadas superiormente pelo diafragma

INERV.INERV. Superior: n. dorsal da escápula (ramo ventral de C5), ramos ventrais de C8 e de T1 a T5 Inferior: n. tóracodorsal (ramos ventrais de C6 a C8) e ramos ventrais de T9 a L4

9 ERETOR DA ESPINHA IERETOR DA ESPINHA ILIOCOSTAL, DORSAL LOLIOCOSTAL, DORSAL LONGO, ESPINHAL NGO, ESPINHAL (3a camada)

LOC.LOC. Forma uma saliência para cada lado da coluna

OR.OR. Iliocostal: ângulo das 6 costelas inferiores

Dorsal longo: procs. espinhosos lombares, crista sacral medianafáscia toracolombar Espinhal: proc. Espinhosos cervicais e torácicos

INS.INS. Iliocostal: ângulo das costelas superiores e proc. Transversos de C4 a T6

Dorsal longo: procs. transversos torácicos e cervicais Espinhal: proc. Espinhosos cervicais e torácicos altos

T.M.T.M. Longa cadeia muscular ART.ART. Coluna vertebral e pescoço

AÇÃOAÇÃO Bilateralmente: estendem cabeça e parte os todo coluna vertebral, unilateralmente: estende e flete lateralmente a coluna vertebral

INERV.INERV. Ramo dorsal do n. espinhal (torácicas, lombares e cervicais)

9 SEMISEMI--ESPINHAL DA CABESPINHAL DA CABEÇA EÇA (camada profunda)

LOC.LOC. Recoberto pelo esplênio da cabeça, parte mais alta do complexo transverso transverso-espinhal OR.OR. Procs. transversos das vértebras T1 a T6 INS.INS. Metade medial da área entre as linhas nucais superior e inferior do osso occipital T.M.T.M. Longo, paralelo à coluna, fibras longitudinais profundas ART.ART. Pescoço AÇÃOAÇÃO Bilateralmente: estendem região cervical; unilateralmente: roda e estendem-na para o lado oposto INERV.INERV. Ramos dorsais dos n. espinhais cervicais

1010 SUBSUB--OCCIPITAIS OCCIPITAIS (camada profunda) RETO POSTERIOR MAIORRETO POSTERIOR MAIOR E MENOR E MENOR

LOC.LOC. Região sub-occipital, delimitam a região do trígono suboccipital, recobertos pelos músculos semi-espinhal da cabeça e esplênio da cabeça

OOR.R. Maior: borda posterior do proc. Espinhoso de C2 Menor: tubérculo posterior no arco posterior de C2

INS.INS. Lado a lado no osso occipital abaixo da linha nucal inferior

T.M.T.M. Maior: triangular Menor: curto, pequeno

ART.ART. Pescoço

AÇÃOAÇÃO Músculos posturais e auxiliam a rodar a cabeça para o mesmo lado. Bilateralmente: estender a cabeça na articulação atlantooccipital

INERV.INERV. Ramo dorsal do 1o n. espinhal cervical

Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001

1 OBLÍQUO SUPERIOR E IOBLÍQUO SUPERIOR E INFERIORNFERIOR

OR.OR. Inferior: Face lateral do proc. Espinhoso da vértebra C2 Superior: face superior do proc. transverso de C1

INS.INS. Inferior: Face inferior do proc. Transverso de C1 Superior: menor impressão lateral entre as linhas nucais superior e inferior

T.M.T.M. Inferior: retangular, oblíquo para frente Superior: triangular

AÇÃOAÇÃO Inferior: Virar a cabeça tracionando o atlas Superior: m. postural, auxilia na extensão da cabeça e fete-a lateralmente

1212 PEITORAL MAIORPEITORAL MAIOR

LOC.LOC. Recobre parte superior do tórax , borda lateral forma prega axilar anterior e parede anterior da axila

OR.OR. Cabeça clavicular: fase anterior da metade medial da clavícula

Cabeça esternocostal: face anterior do manúbrio e esterno, seis cartilagens costais superiores Cabeça abdominal: aponeurose m. oblíquo externo

INS.INS. Crista do tubérculo maior do úmero T.M.T.M. Espesso, largo em forma de leque ART.ART. Escápulo-umeral

AÇÃOAÇÃO aduz e roda medialmente e flete o braço, leva a escápula para frente e baixo; isoladamente a cab. clavicular flete braço; cab. estern. estende

INERV.INERV. n. peitoral lateral e medial (C5 e C6 – cab.clavicular; C7, C8 e T1 – cab. estern.), ramos dorsais dos nervos espinhais

1313 PEITORAL MENORPEITORAL MENOR

LOC.LOC. parede anterior da axilas, recoberto peitoral maior, limite de referência na axila OR.OR. Faces laterais das 2a a 5a costelas, próximas de suas cartilagens costais INS.INS. Borda medial e face superior do processo coracóide da escápula T.M.T.M. Triangular ART.ART. Escápulo-umeral

AÇÃOAÇÃO Estabiliza a escápula deslocando-a para baixo e para a frente contra a parede toráxica, eleva as costelas quando a escápula está fixa.

INERV.INERV. n. peitoral lateral e medial (C8 e T1)

1414 SERRÁTIL ANTERIORSERRÁTIL ANTERIOR

LOC.LOC. Recobre a porção lateral do tórax, por cima dos músculos intercostais OR.OR. Faces externas das partes laterais das costelas (da 1a a 8a) INS.INS. Face anterior da borda medial da escápula, desde o ângulo superior até o inferior T.M.T.M. largo, quadrangular com bordo denteado ART.ART. Escápulo-umeral

AÇÃOAÇÃO Protai (deslizamento superolateral sobre a caixa torácica), fixa a escápula contra a parede toráxica, roda a escápula, traciona anteriormente a cavidade glenóide para cima durante a elevação do membro superior

INERV.INERV. n. subclávio (C5, C6) do tronco superior do plexo braquial

1515 INTERCOSTAIS EXTERNOINTERCOSTAIS EXTERNOS (LEVANTADORES DAS S (LEVANTADORES DAS COSTELAS)COSTELAS)

LOC.LOC. Nos espaços intercostais, desde o tubérculo da costela até articulações costocondrais anteriores OR.OR. borda inferior das costelas (1 primeiras) INS.INS. borda superior das costelas situadas abaixo

T.M.T.M. 1 pares de músculos, são contínuos inferiormente com m. oblíquos externos do abdome, fibras oblíquas inferoanteriores (para dentro)

ART.ART. Tórax AÇÃOAÇÃO elevação das costelas na inspiração INERV.INERV. n. intercostais

1616 INTERCOSTAIS INTERNOINTERCOSTAIS INTERNOS (LEVANTADORES DAS S (LEVANTADORES DAS COSTELAS)COSTELAS)

LOC.LOC. Dispõem-se profundamente e em ângulos retos aos intercostais externos OR.OR. Assoalhos dos sulcos costais INS.INS. borda superior das costelas inferiores a eles

T.M.T.M. 1 pares de músculos, fibras oblíquas inferoposteriores (para fora), são contínuos aos oblíquos internos do abdome

ART.ART. Toráx AÇÃOAÇÃO Abaixam as costelas na inspiração INERV.INERV. n. intercostais

Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001

1717 RETO DO ABDOMERETO DO ABDOME

LOC.LOC. r. anterior do tronco OR.OR. Sínfise púbica e crista púbica INS.INS. Da 5a a 7a cartilagem costal e processo xifóide T.M.T.M. poligástrico, alongado, largo, retangular ART.ART. Coluna vertebral (toráxica e lombar) AÇAÇÃOÃO flexão de tronco, tensiona a parede anterior do abdome e abaixa as costelas INERV.INERV. Ramos ventrais dos 6 n. espinhais de T7 a T12

1818 PIRAMIDALPIRAMIDAL

ART.ART

LOC.LOC. Frente da parte inferior do m. reto do abdome OR.OR. Da crista púbica, entre tubérculo púbico e a face sinfisal INS.INS. Na linha alba acerca de 7 cm do púbis T.M.T.M. Triangular pequeno, insignificante em 80% das pessoas AÇÃOAÇÃO Tensiona a linha alba INERV.INERV. Nervo subcostal

1818 OBLÍQUO EXTERNOOBLÍQUO EXTERNO

LOC.LOC. Porção ântero-lateral do abdome. Desde a 6a vértebra até a região pubiana. Desde o m. reto até grande dorsal OR.OR. Face externa da 5a a 12a costela INS.INS. Linha alba, tubérculo púbico, metade anterior da crista ilíaca, lâmina anterior da bainha do reto do abdome

T.M.T.M. largo, superficial, quadrangular, delgado, fibras orientam-se inferoanterior e medial, aponeurose Termina na linha alba

ART.ART. Coluna vertebral

AÇÃOAÇÃO Flete e roda o tronco lateralmente para o lado oposto, pressão intra-abdominal, eleva pelve, abaixa costelas (expirador)

INERV.INERVn. intercostais (T5 a T11) e n. subcostal, n. iliohipogástrico e ilioinguinal

2020 OBLÍQUO INTERNOOBLÍQUO INTERNO

LOC.LOC. Intermediário dos três músculos planos do abdome OR.OR. Fáscia toracolombar, dois terços anteriores da crista ilíaca e metade lateral do ligamento inguinal

INS.INS. Bordas inferiores das 10a à 12a costelas, linha alba e púbis através do tendão conjunto, bainha do reto do abdome

T.M.T.M. largo, superficial, quadrangular, delgado, fibras correm em sentido superoanterior, formando ângulos retos com as fibras do m. oblíquo externo

ART.ART. Coluna vertebral AÇÃOAÇÃO Flete e roda o tronco lateralmente para o mesmo lado, pressão intra-abdominal, eleva pelve INERV.INERV. 6 últimos n. intercostais, n. subcostal, n. iliohipogástrico e ilioinguinal

2121 TRANSVERSO DO ABDOMETRANSVERSO DO ABDOME

LOC.LOC. Abaixo do oblíquo interno

OR.OR. Faces internas das 7a à 12a cartilagens costais (6 últimas costelas), fáscia toracolombar, crista ilíaca, terço lateral do lig. Inguinal

INS.INS. Linha alba, crista pectínea do púbis, tubérculo púbico T.M.T.M. largo, quadrangular e delgado, fibras orientam-se horizontalmente ART.ART. Coluna vertebral AÇÃOAÇÃO contração e distensão da parede abdominal mantém a pressão interna do abdome INERV.INERV. n. intercostais de T7 a T11, n. subcostal, n. iliohipogástrico e ilioinguinal, e n. genitofemoral

2 QUADRADO LOMBAQUADRADO LOMBARR

LOC.LOC. Parede abdominal posterior OR.OR. Crista ilíaca e extremidades dos processos transversos das 3 últimas vértebras lombares, ligs iliolombar INS.INS. 12a costela e face posterior de todas as vértebras lombares T.M.T.M. Lâmina muscular espessa ART.ART. Coluna vertebral

AÇÃOAÇÃO Estende e flete lateralmente a coluna vertebral para o seu lado, inclina a pelve para seu lado e abaixa a 12a costela durante expiração

INERV.INERV. 11o n. intercostal, n. subcostal e ramos anteriores dos três primeiros n. lombares

Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001

2323 DELTÓIDE DELTÓIDE (superficial)

LOC.LOC. Região superior- lateral do braço, ombro OR.OR. Acrômio e espinha da escápula, terço final da clavícula INS.INS. Tuberosidade deltóidea do úmero T.M.T.M. Triangular, espesso, superficial, 3 partes (ant: clavicular, média: acromial, post: escapular) ART.ART. Cintura escapular

AÇÃOAÇÃO Ação conjunta: Abdução do ombro. Porção ant: flexão e rotação medial do braço; média: abdução do braço até a horizontal; post: extensão e rotação lateral do braço

INERV.INERV. n. axilar (C5 e C6)

LOC.LOC. Acima da espinha, superficialmente à escápula OR.OR. Fossa supra espinhal da escápula INS.INS. Tubérculo maior do úmero T.M.T.M. Oblíquos de medial para lateral ART.ART. Ombro AÇÃOAÇÃO Abdução do braço (primeiros 20 a 30o) INERV.INERV. n. supra-escapular (C4 – C5 – C6)

LOC.LOC. abaixo da espinha, superficialmente à escápula OR.OR. Fossa infra-espinhal da escápula INS.INS. Tubérculo maior do úmero T.M.T.M. Oblíquos ascendente de medial para lateral ART.ART. Ombro AÇÃOAÇÃO Rotação lateral do braço, auxilia a manter a cabeça do úmero na cavidade glenóide INERV.INERV. n. supra-escapular (C5 - C6)

2626 REDONDO MAIORREDONDO MAIOR

LOC.LOC. Une-se ao grande dorsal, entre escápula e úmero OR.OR. Margem lateral e ângulo inferior da escápula INS.INS. Crista do tubérculo menor do úmero T.M.T.M. longo e cilindróide ART.ART. Escápulo-umeral AÇÃOAÇÃO adução e rotação medial do braço, eleva o ombro INERV.INERV. n. subescapular inferior (c6 – C7) (Moore) , n. supraescapular inferior (Serafim)

(Parte 1 de 4)

Comentários