Risco de queda iminente: operário sem trava-quedas nem linha da vida (cabo-guia) para fixação de cinto de segurança.

Ventos fortes de até 100 km/h, agindo nas laterais do edifício, formam "espirais" que tiram a estabilidade do andaime. Sem trava-quedas ou cinto, o operário é pego de surpresa e pode despencar do equipamento.

Edifício sem guarda-corpo nas bordas de laje é certeza de queda de trabalhador. Esta é uma das principais causas de morte nos canteiros.

O vão do elevador deve estar totalmente protegido por tela ou cancelas. A queda é quase sempre motivada por desatenção.

É grande o número de mortes de trabalhadores motivadas por descargas elétricas de contato com material metálico, como uma barra de aço, cano, ferramenta de metal. O trabalho próximo de redes de alta tensão exige medidas especiais de segurança.

Além da proteção mecânica contra impactos sobre os pés, a bota é isolante, impedindo a morte por choque elétrico ao se pisar em um fio desencapado.

Mortes por soterramento são comuns em obras onde é preciso escavar valas profundas como, por exemplo, para instalação de redes de drenagem ou esgoto. As laterais da vala devem receber contenções provisórias adequadas e de acordo com as cargas que irá suportar.

A movimentação de grua deve ser sinalizada em terra. O operário deve evitar rota de risco de queda de carga. Ao iniciar a movimentação da carga, o grueiro deve acionar um sinal sonoro.

Risco de queda iminente: operário sem trava-quedas nem linha da vida (cabo-guia) para fixação de cinto de segurança.

Ventos fortes de até 100 km/h, agindo nas laterais do edifício, formam "espirais" que tiram a estabilidade do andaime. Sem trava-quedas ou cinto, o operário é pego de surpresa e pode despencar do equipamento.

Edifício sem guarda-corpo nas bordas de laje é certeza de queda de trabalhador. Esta é uma das principais causas de morte nos canteiros.

O vão do elevador deve estar totalmente protegido por tela ou cancelas. A queda é quase sempre motivada por desatenção.

É grande o número de mortes de trabalhadores motivadas por descargas elétricas de contato com material metálico, como uma barra de aço, cano, ferramenta de metal. O trabalho próximo de redes de alta tensão exige medidas especiais de segurança.

Além da proteção mecânica contra impactos sobre os pés, a bota é isolante, impedindo a morte por choque elétrico ao se pisar em um fio desencapado.

Mortes por soterramento são comuns em obras onde é preciso escavar valas profundas como, por exemplo, para instalação de redes de drenagem ou esgoto. As laterais da vala devem receber contenções provisórias adequadas e de acordo com as cargas que irá suportar.

A movimentação de grua deve ser sinalizada em terra. O operário deve evitar rota de risco de queda de carga. Ao iniciar a movimentação da carga, o grueiro deve acionar um sinal sonoro.

Comentários