Prof. Cláudio Monteiro – Laboratório de Química

URÉIA E FORMOL: Uma sólida união

O algodão é formado por celulose, um polímero natural

Objetivo: Estudar a formação de um polímero, utilizando materiais comuns.

Materiais:

Espátula

Conta-gotas (bureta)

Béquer

Formol – 10mL

Uréia – 20g

Ácido muriático – 10mL

Procedimento:

A – colocar 2,5mL de uréia e 5,0mL de formol no béquer. Agitar bem a mistura e, a seguir, adicionar, com o auxílio do conta-gotas (bureta), 20gotas de ácido muriático. Agitar e observar. Anotar as observações.

Questionário!

1 – Descreva o que você observou no procedimento e explique a reação que ocorreu, utilizando as informações fornecidas na teoria.

TEORIA: Polímeros são compostos de elevado peso molecular formados pela união de um grande número de moléculas, denominadas monômeros. Os monômeros podem ser todos iguais ou substâncias diferentes. Por exemplo: o polietileno (canos plásticos, garrafas pet, cortinas e etc.) é um polímero formado pela união de moléculas de etileno (monômero, enquanto o náilon (fibras,cordas e etc.) é um polímero formado pela união de várias moléculas de hexametilenodiamina com ácido adípico.

n CH2 = CH2 ( - CH2 – CH2 - )n

etileno polietileno

Também há muitos polímeros naturais, como o amido e a celulose, formados pela união de moléculas de glicose, e as proteínas, formadas pela união de moléculas de aminoácidos.

A reação da uréia com o formaldeído, em presença de ácido, leva à formação de um polímero conhecido como resina uréia-formaldeído.

A resina uréia-formaldeído, misturada com outros materiais denominados aditivos, é utilizada na fabricação de utensílios domésticos, em moldes para a indústria metalúrgica, no revestimento de móveis etc..

Comentários