guia pratico de PSF

guia pratico de PSF

(Parte 6 de 6)

“Minha visão de saúde mudou, pois o PSF me deu a oportunidade de fazer algo mais. Melhorei como profissional, adquiri experiência. Passei a ver mais o lado humano das pessoas. Elas têm muitas dificuldades e eu posso ajudá-las. Usando os princípios do PSF podemos com certeza melhorar a qualidade de vida das pessoas. Acho que o PSF está caminhando. Já aprendemos muito, mas temos muito para aprender. Os profissionais que exercem cargo de chefia precisam de preparação e formação, talvez um curso introdutório, para entenderem a filosofia do PSF”.

Fazer o curativo, trocar o curativo, aplicar a injeção, dar o banho, tirar os pontos — a atividade do auxiliar de enfermagem é múltipla e fundamental nas equipes do Programa de saúde da Família. Em estreita ligação com o médico, a enfermeira e o Agente Comunitário de Saúde, os auxiliares de enfermagem também conhecem pelo nome as pessoas da comunidade que ajudam a atender.

Contamos aqui o trabalho de dois auxiliares de enfermagem: Amália Rosane, de Florianópolis e Veliton Geraldo, de Brumadinho, perto de Belo Horizonte.

A enfermagem está nas veias

Enquanto caminha pelas estreitas vielas do bairro

Monte Cristo, um dos mais carentes da cidade, localizado na parte continental de Florianópolis, a técnica em enfermagem Amália Rosane Oliveira da Silveira, 35 anos, vai alternando cumprimentos aos moradores com o relato de sua paixão pelo trabalho: “A enfermagem está nas veias. Quando criança, em minha cidade natal (Jaguarão-RS), meus pais já praticavam a enfermagem, aplicando injeções, fazendo curativos ou atendendo alguém picado por cobra. Só que sem a base teórica e científica que pude ter. Mas essa visão comunitária sempre me acompanhou”.

Amália ingressou no PSF em 1996. Gosta tanto da atividade externa que estabeleceu um esquema com as três colegas da área de enfermagem, que atuam nas duas equipes de PSF do bairro, cabendo a ela fazer os atendimentos domiciliares: “Prefiro estar na rua. Se tiver que ficar trancada no posto de saúde, enlouqueço”.

Enquanto as colegas se encarregam da triagem, da aplicação de vacinas e dos curativos, na unidade de saúde, Amélia circula entre as 3.500 famílias do bairro, num total de cerca de 16 mil pessoas. Ainda encontra vitalidade para a jornada dupla, uma vez que, à noite, trabalha na Maternidade Carmela Dutra, como funcionária da Secretaria Estadual de Saúde.

48Guia Prático do PSF

Nas equipes do Programa de Saúde da Família, o auxiliar de enfermagem prepara os usuários para consultas, exames, tratamentos, zela pela limpeza dos equipamentos, participa da busca ativa dos casos de tuberculose, hanseníase e outras doenças.

Auxiliar para salvar

(Parte 6 de 6)

Comentários