Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do Compressor Elétrico Hermético

Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do...

Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do Compressor Elétrico Hermético”.

Relatório descritivo da patente de invenção de um “Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do Compressor Elétrico Hermético”. O presente modelo industrial propõe a aplicação de novos recursos em refrigeração, principalmente em subsistemas e unidades autônomas de ar condicionado (ar condicionado de janela) a fabricar, com o objetivo de explorar as vantagens que o meio hídrico de resfriamento (água no lugar de ar) oferece quando introduzido em subsistemas de climatização.

Compreende-se que um sistema de refrigeração é uma unidade (ar condicionado de janela) autônoma formada por um conjunto de três subsistemas interligados através de um duto. Os sistemas, ao mesmo tempo que são responsáveis individuais pela 1 – circulação por bombeamento e compressão do gás (agente refrigerante) 2 - difusão e evaporação 3 – condensação, são mutuamente dependentes um do outro e o trabalho de cada unidade só é possível com o bom rendimento do conjunto.

Temos que o sistema um, que se refere ao compressor elétrico resume-se num mecanismo hermético de sucção e compressão (bombeamento elétrico) (7) responsável pela movimentação continuada do gás refrigerante num ciclo fechado de refrigeração, que simultaneamente alimenta (através de um duto) os sistemas interligados de condensação (8 e 16) e evaporação (17) e retorna a zona de sucção do compressor para novo ciclo.

O Sistema dois de evaporação (17) é onde flui o circuito de baixa pressão do agente refrigerador produzindo frio, esse circuito é alimentado pelo capilar de alta pressão (18)proveniente do condensador cumpre a função de esfriar o ambiente trocando a temperatura do meio “mais quente” com o evaporador (17) “mais frio” e alimentar a admissão (15 e 09) do compressor.

Por fim o sistema três, alimentado pelo compressor cumpre uma função inversa ao evaporador que é esquentar o ambiente ao trocar a temperatura do meio (13) com o condensador (8 e 16).

Considerando que do trabalho dos dois subsistemas que promovem intercâmbio de temperatura (um calor e o outro frio) somente o trabalho de um (17) é o objetivo explorado do sistema e realmente aplicado ao meio enquanto e o outro (que poderia ser aproveitado) é dispensável ao sistema e simplesmente dissipado na atmosfera onde são instalados o compressor e o condensador, contribuindo para diminuir o índice do gradiente térmico necessário ao bom funcionamento desses subsistemas.

Nesse sentido e em alguns casos (onde a demanda desses equipamentos é grande) os rendimentos dos sistemas de janela ou condensação remota, não são como se espera em teoria. Em alguns casos excepcionais, as temperaturas do meio e do agente refrigerante se igualem, não oferecendo condições de intercambio nesses subsistemas.

Este fenômeno que antes incidia apenas no mecanismo dos aparelhos instalados em ambientes pouco arejados, hoje devido ao acumulo desses aparelhos em locais relativamente arejados, já é possível sentir seus efeitos. Caso existissem restrições a respeito desses aspectos inclusas nos projetos das edificações, certamente recomendariam que em ambientes confinados dever-se-ia usar a condensação à água ao invés de ar.

Um condensador de tubo duplo ou mufla (termo Náutico), além de ocupar menor volume, seria mais eficiente que os espaçosos condensadores de ar. No entanto, poucas são as construções projetadas para acolher uma torre de refrigeração, responsável pelo ciclo da água refrigerante. Possuir uma torre de refrigeração é algo muito caro, o que torna inviável a instalação de enormes equipamentos em construções e locais pouco adequados.

Em substituição a torre de refrigeração, uma das soluções seria o uso da própria água tratada de consumo doméstico. Mesmo que o gradiente térmico da água não seja recuperado como numa torre, ficaria entendido que, após a troca de temperaturas, a água seria devolvida (14) pré-aquecida às cisternas especiais para posterior utilização doméstica como lavagem de roupas, em banhos quentes etc. Deste modo, evitariam - se os custos com uma adaptação e haveria um ganho diminuindo o tempo, e conseqüentemente o consumo de energia elétrica, para o aquecimento da água dos banhos.

Enquanto uma idéia, essa sugestão de uso de água potável para fins de climatização, além da hidráulica da engenharia de construção implicaria na adequação dos componentes de climatização para que esfriem somente a atmosfera sem devolver calor nos ambientes.

O “Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do Compressor Elétrico Hermético” que pretende levar o meio ao sistema e não o sistema ao meio, inclui, uma câmara de condensação a água, (Fig 2 item 10) integrada na carcaça (Figura 1 item 7) dos compressores elétricos herméticos (em substituição e eliminação do condensador a ar e ventilador).

O Perfil externo da câmara, formado por uma sobre tampa tem a aparência de uma (figura 2 item 10) redoma de metal, aplicada em paralelo sobre a carcaça “da altura da base (Fig 2 item 3) até o topo do compressor elétrico” reservando um espaço entre as paredes (fig2 item 11) que se destina envolver uma serpentina em tubo de cobre (figuras 2 e3 item 16) “pertencente ao sistema de condensação” enrolada em espiral do topo (da carcaça) ( Figura 2 e 3 item 8) do compressor ate atravessar a redoma na altura da base (figura 2 item3) de modo que possibilite ser irrigada do inicio ao fim com água corrente. Os acessos ao liquido refrigerante no interior da câmara (redoma) será feito por dutos, de vazão (figura s 2 e 3 item 14) e admissão (Figura s 2 e 3 item 13), localizados em pontos extremos (um superior e outro inferior). Internamente, a câmara será internamente atravessada também por uma serpentina em tubo de cobre (figura 2 item 16) do sistema de condensação (em espiral) enrolada entorno do corpo do compressor elétrico e a redoma , iniciando-se da conexão no topo da câmara (figuras 1, 2 e 3 item 8) até a base do compressor (Figura 2 item 3) , onde seguira em “tube in tube” (Figuras 2 e 3 item 12 ) até o capilar (Figura 3 item 18) que irá alimentar um sistema de (figuras 2 e 3 item 17) evaporação no ramal de baixa pressão ( Figuras 2 e 3 item 15) para em seguida alimentar o duto de admissão (figura 2 e 3 item 9).

Nessa região onde se localizará a câmara é onde se concentram as calorias do compressor (motor) que serão simultaneamente resfriadas com água corrente à temperatura ambiente, introduzida continuamente e devolvida pré-aquecida no duto de vazão conectado num ramal (dreno) de espera.

REIVINDICAÇÕES;

Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do Compressor Elétrico Hermético” que compreende um sistema de condensação ligado em monobloco na tampa de fechamento do compressor elétrico é caracterizado pelo sistema de condensação ser integrado na tampa de fechamento da carcaça do mecanismo de um compressor elétrico.

2- Sistema, de acordo com a reivindicação 01 caracterizado pelo sistema de condensação ser integrado na tampa de fechamento da carcaça do mecanismo de um compressor elétrico é caracterizado por ser parte integrante de uma câmara de resfriamentos.

3- Sistema, de acordo com a reivindicação 02, caracterizado por ser parte integrante de uma câmara de resfriamentos é caracterizado por resfriar a parte mais quente da carcaça de um compressor.

4- Sistema, de acordo com a reivindicação 03 caracterizado por resfriar a parte mais quente da carcaça de um compressor é caracterizado pela serpentina do subsistema de condensação estar integrada ao monobloco da carcaça do compressor.

5-Sistema, de acordo com a reivindicação 04, caracterizado pela serpentina do subsistema de condensação estar integrada ao monobloco da carcaça do compressor é caracterizado por promover a troca de temperatura do agente refrigerador com o meio de resfriamento hídrico em circulação no interior da câmara.

6-Sistema, de acordo com a reivindicação 05, caracterizado por promover a troca de temperatura do agente refrigerador com o meio de resfriamento hídrico em circulação no interior da câmara é caracterizado por simultaneamente resfriar o condensador e o compressor.

7- Sistema, de acordo com a reivindicação 06, caracterizado por simultaneamente resfriar o condensador e o compressor é caracterizado por possuir uma câmara de condensação a água em monobloco com a tampa de fechamento do compressor.

8-Sistema, de acordo com a reivindicação 07, caracterizado por possuir uma câmara de condensação a água em monobloco com a tampa de do compressor é caracterizado pelo fato da água e o agente de refrigeração em circulação no interior da câmara, atuarem como supressores de ruídos provenientes do compressor elétrico.

9-Sistema, de acordo com a reivindicação 08, caracterizado pelo fato da água e o agente de refrigeração em circulação no interior da câmara, atuarem como supressores de ruídos provenientes do compressor elétrico é caracterizado por permitir que o processo de condensação seja feito no recinto tratado.

10- Sistema, de acordo com a reivindicação 09 caracterizado por permitir que o processo de condensação seja feito no recinto tratado é caracterizado pelo sistema permitir que um sistema de evaporação englobe esse sistema .

11-Sistema, de acordo com a reivindicação 10, caracterizado pelo sistema permitir que um sistema de evaporação englobe esse sistema é caracterizado pelo ventilador do evaporador poder soprar radialmente.

12-Sistema, de acordo com a reivindicação 11, caracterizado pelo fato do ventilador do evaporador soprar radialmente é caracterizado por permitir que se leve o meio ao sistema e não o sistema ao meio.

13-Sistema, de acordo com as reivindicação 12 caracterizado por permitir que se leve o meio ao sistema e não o sistema ao meio é caracterizado por capturar energia em forma de calor.

14-Sistema, de acordo com as reivindicação 13 caracterizado por capturar energia em forma de calor é caracterizado por ser auto-sustentável.

15-Sistema, de acordo com a reivindicação 14 caracterizado por ser auto-sustentável é caracterizado .

RESUMO

O “Sistema Hídrico de Absorção Acústica e Condensação Integrado na Carcaça do Compressor Elétrico Hermético” que pretende levar o meio ao sistema e não o sistema ao meio, inclui, uma câmara de condensação a água, (Fig 2 item 10) integrada na carcaça (Figura 1 item 7) dos compressores elétricos herméticos , em substituição e eliminação do condensador a ar e ventilador tradicional. O Perfil externo da câmara, formado por uma sobre tampa com aparência de uma (figura 2 item 10) redoma de metal, será aplicada em paralelo sobre a carcaça “da altura da base (Fig 2 item 3) até o topo do compressor elétrico” , o espaço formado entre as paredes (fig2 item 11) envolverá uma serpentina em tubo de cobre (figuras 2 e3 item 16) “pertencente ao novo sistema de condensação” enrolada em espiral do topo (da carcaça) ( Figura 2 e 3 item 8) do compressor até atravessar a redoma na altura da base (figura 2 item3) , de modo ser irrigada na totalidade com água corrente. Os acessos ao liquido refrigerante para o interior da câmara será feito por dutos, de vazão (figura s 2 e 3 item 14) e admissão (Figura s 2 e 3 item 13), localizados em pontos extremos (um superior e outro inferior). Internamente, a câmara será percorrida com uma serpentina em tubo de cobre (figura 2 item 16) do sistema de condensação (em espiral) enrolada entorno do corpo do compressor elétrico em paralelo com a redoma , iniciando-se na conexão (figuras 1, 2 e 3 item 8) no topo da câmara rodando até a base do compressor (Figura 2 item 3) , onde seguira em “tube in tube” (Figuras 2 e 3 item 12 ) até o capilar (Figura 3 item 18) que irá alimentar um sistema de (figuras 2 e 3 item 17) evaporação no ramal de baixa pressão ( Figuras 2 e 3 item 15) para em seguida alimentar o duto de admissão (figura 2 e 3 item 9). Nessa região onde se localizará a câmara com o novo condensador é onde também se concentram as calorias do compressor que somadas serão seqüestradas “com água de consumo à temperatura ambiente” e devolvidas pré-aquecida ao duto de vazão conectado a um dreno ligado numa cisterna de espera.( não presentes nesse invento)

Comentários